18 de jun de 2010

Lição 09 - Entrego a minha oferta na igreja '' Conteúdo adicional para as aulas de Jardim da Infância

Entrego a minha oferta na igreja
Texto Bíblico: Êxodo 19.10-25;23.14-19

I - De professor para professor
· Prezado professor, neste domingo, o objetivo da lição é ensinar a criança a trazer suas ofertas para casa de Deus.
· As palavras-chave deste domingo é “dízimo e oferta”. No decorrer da aula diga: “Eu entrego a minha oferta na igreja”.

II – Saiba Mais
A atitude de dar além ou aquém do que Deus orienta pode ser filha do mero “sugestionismo” de uma mente apressada ou apenas disposta a dar, mas não basicamente um fruto da fé. Por incrível que possa parecer, dar muito nem sempre resulta em bênção ou é resultado de expressão de fé. Um exemplo clássico é a história dos ricaços fazendo ofertas de grandes quantias no gazofilácio do templo diante de Jesus. Quando comparou as grandes ofertas dos ricos com a aparentemente insignificante oferta de duas moedas quase sem valor da viúva, Jesus afirmou que “esta pobre viúva depositou mais do que todos os que depositaram na arca do tesouro; porque todos ali depositaram do que lhes sobejava, mas esta, da sua pobreza, depositou tudo o que tinha, todo o seu sustento”. Jesus observava a multidão lançando o dinheiro. Isso indica que Jesus observava muito mais do que aparentemente visível; Ele via a atitude do coração, o como as pessoas ofertavam, se como expressão da alegria da fé de um coração confiante no cuidado absoluto de Deus, ou se como expressão de avareza de dar apenas a sobra. É bom observar que Jesus não sacralizou o fato de a viúva ofertar “um pouco” nem condenou os ricos por darem “muito”. O que importava aqui era a atitude decorrente da fé,o como as pessoas ofertavam. Dar menos do que a fé orienta pode ser apenas resultado de pão-durismo; dar mais pode apenas ser exibicionismo. Essas atitudes têm a sua justa recompensa, que pode ser tanto o desprezo quanto o louvor dos homens, mas com certeza não será alvo das bênçãos vindas da parte de Deus.
Texto extraído do livro: As Chaves do Sucesso Financeiro, CPAD

III – Conversando com Professor
As crianças do Jardim têm muita energia. E toda essa energia sem controle é desastrosa, como bem explica o pastor Antônio Gilberto. Explica ele que, “a eletricidade,quando domada nas subestações, torna-se apropriada ao consumo doméstico, mas nas linhas de alta tensão é letal e destruidora”. O mesmo princípio aplica-se à energia física acumulada nas crianças. Se ela for bem canalizada e distribuída em atividades diversas, ao longo da aula, resultará em melhor aproveitamento do ensino por parte do aluno, e satisfação sem estresse para o professor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário