21 de mai de 2010

Lição 08 - Ser ou ter? Eis a Questão? ** ** Conteúdo adicional para as aulas de Juvenis.

Ser ou ter? Eis a Questão?
Texto Bíblico: Mateus 5.1-12

JESUS FALA DAS BEATITUDES / 5.1-12/49
Mateus 5—7 é chamado de Sermão do Monte porque foi proferido por Jesus sobre um monte perto de Cafarnaum. É provável que esse sermão seja o resultado de vários dias de pregação. Nele, Jesus revelou sua atitude em relação à lei de Moisés, explicando que ela exige uma fiel e sincera obediência, não uma religião cerimonial. O Sermão do Monte desafiava os ensinos dos orgulhosos e legalistas líderes religiosos daquela época. Ele conclamava o povo para ouvir as mensagens dos profetas do Antigo Testamento que, como Jesus, haviam ensinado que Deus quer obediência sincera, e não mera e legalista obediência às leis e rituais. A parte mais conhecida do Sermão do Monte é chamada de Beatitudes (5.3-10). Elas são uma série de bênçãos prometidas àqueles que colocam em prática os atributos do Reino de Deus. As Beatitudes:
  • Apresentam um código de ética para os discípulos e um padrão de conduta para todos os crente,
  • Fazem um contraste entre os valores do Reino (que são eternos) e os valores mundanos (que são temporários),
  • Fazem um contraste entre a “fé superficial” dos fariseus e a fé verdadeira que Cristo deseja, e
  • Mostram como o futuro Reino cumprirá as expectativas do Antigo Testamento.
5.3 As Beatitudes descrevem como os seguidores de Cristo devem viver. Cada uma delas mostra como alguém pode ser bem-aventurado. Ser bem-aventurado significa ter mais do que felicidade; significa receber o favor e a aprovação de Deus. De acordo com os padrões mundanos, os tipos de pessoas descritos por Jesus não parecem ser particularmente abençoados por Deus. Mas a forma de vida que agrada a Deus geralmente contradiz a forma de vida do mundo. Jesus explicou: “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus.” Somente aqueles que humildemente dependem de Deus são admitidos no Reino dos céus. Somente aqueles que humildemente dependem de Deus são admitidos no Reino dos céus. A consumação final de todas essas recompensas do Reino se encontra no futuro.

Entretanto, os crentes já podem compartilhar o Reino (que já foi revelado), vivendo de acordo com as palavras de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário